quarta-feira, 29 de junho de 2011

Falar de mim e facíl, dificíl e ser quem eu sou.

...Falar de mim, já não é fácil,

é um pesar de Lábios, pesaroso,
é um avolumar de defeitos que me assoma da Alma!
É um cair de mim mesmo!
Um tombar de Sentidos!
Castelo de Areia soçobrado!
...Falar de mim, hoje,
é tombar aos pés do Amor,
é não saber Sorrir,
é esquecer o que são Lágrimas!
Lúgubre amordaçar de Sentimentos!
...Falar de mim, hoje, são Lamentos!
...Falar de mim ...fica para depois!
Até por que falar de mim pode até ser facíl,
...Dificíl será viver minha vida ser quem eu sou!

Gladys Mirian



Um comentário: