quinta-feira, 9 de junho de 2011

Areal corre contra o tempo em Brasília em busca de recursos Federais para o município

O prefeito Nilson Areal foi recebido na manhã desta quarta-feira 8, pelo ministro Afonso Florence. A audiência entre o prefeito de Sena Madureira e o ministro do Desenvolvimento Agrário foi acompanhada pelos senadores Aníbal Diniz, coordenador da bancada acreana e, Sérgio Petecão (PMN-AC), deputados federais e representantes da Associação dos Municípios do Acre (AMAC).

No Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), o prefeito Areal solicitou o empenho e a liberação imediata de duas emendas parlamentares referentes aos exercícios financeiros de 2008 e 2009, para atender ás comunidades da área rural. Uma delas, de R5 350 mil é destinada à recuperação de estradas vicinais e a outra de R$ 400 mil para a aquisição de equipamentos.

O prefeito Nilson Areal busca ainda a liberação de mais R$ 8 milhões provenientes de emendas individuais nos ministérios da Cultura, Esporte e das Cidades que foram contingenciados pelo Governo Federal em meados do ano passado. Os recursos serão destinados à pavimentação e drenagens de ruas, habitação popular, aquisição de equipamentos e construção de quadras esportivas.

O périplo nos órgãos federais foi reiniciado ontem em Brasília na tentativa de reaver os recursos alocados para o município de Sena Madureira desde que esteve afastado da administração municipal há um ano e meio. Com o período de afastamento do prefeito Nilson Areal, por força de uma liminar impetrada na Justiça pelos seus opositores, aliado ao desinteresse do prefeito que assumiu a prefeitura neste período em buscar recursos nos ministérios e órgãos federais da capital federal, Sena Madureira deixou de receber cerca de R$ 10 milhões, cujo montante Areal corre agora contra o tempo para conseguir a liberação.

A liberação dos projetos só será possível a partir desta data, porque uma das primeiras providências de Nilson Areal ao reassumir o cargo de prefeito, foi tornar adimplente a Prefeitura de Sena Madureira junto aos órgãos federais. Sem essa medida, o município ficaria impossibilitado de receber os recursos necessários para os investimentos que atenderão as prioridades da população.

Assessoria de Imprensa/ Sena Madureira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário