quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Policial que Tirou Vida de Índio Agiu em Legitima Defesa

O policial agiu em legítima defesa para também não ser atingido pelo indígena Jordão Paulino Jaminawá, informa o comando da Polícia Militar de Sena Madureira. Jordão tentava matar com terçado o açougueiro Beba, da Distribuidora Claras Festas e Marabá, situada no centro de Sena Madureira quando foi alvejado por um tiro de um policial, que não foi identificado. Mesmo com a presença da polícia, Jordão e outro índio continuavam a ferir Beba. E, após ter dado ordem de prisão para os dois, ele se revoltou querendo atingir com um terçado um policial. De acordo informações da comandante da PM em Sena Madureira, Marilena Chaves, a intenção não era matar o índio, e sim imobilizá-lo. "Mas na hora foi tudo muito rápido, e a bala atingiu o peito de Jordão, que morreu", disse.Testemunhas disseram que o indígena estava enfurecido, com sede de vingança, e não atendia aos pedidos de ninguém. O outro índio, Severino Orlando Jaminawá, foi preso e está na Delegacia de Polícia.
Informações Contilnet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário