sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Pesquisadores realizam trabalho para identificar espécies de Bambu em Sena Madureira.

Uma equipe de pesquisadores do ministério das ciências e tecnologia do acre está em Sena Madureira nas localidades do rio Purus. O objetivo da equipe e efetuar pesquisas para identificar as principais espécies e utilidades do bambu mais conhecido na região como “taboca” que são encontrados facilmente nas localidades rurais. O serviço da equipe conta com a parceria da EMBRAPA, Funtac e da Universidade Federal de Brasília para se ministrado no rio .
A finalidade é aproveitar economicamente a grande oferta de bambus encontrados no acre, um dos organizadores dos trabalhos Aldemar Maciel disse esta otimista com os trabalhos, “estamos bastante otimistas com a grande quantidade de bambus que estamos encontrados na localidade do rio Purus, queremos instruir e ajudar estes produtores a cultivá-los para a geração de renda”, Destacou.

O Bambu é usado em vários paises do mundo e suas utilidades são inúmeras, desde alimentação a confecção de casas e peças valiosas. Os trabalhos de pesquisas dos bambus atualmente é um projeto de tecnologia que visam conhecer as empecíeis para depois utilizá-las na atividade econômicas das pessoas.

Iniciadas em 2006 as pesquisas visam garantir a preservação do bambu que pode ser usado pelas famílias para confecção de vários trabalhos o que pode gerar emprego e rendas as comunidades ribeirinhas que vivem nos lugares mais isolados da região.
Uma equipe de pesquisadores do ministério das ciências e tecnologia do acre está em Sena Madureira nas localidades do rio Purus. O objetivo da equipe e efetuar pesquisas para identificar as principais espécies e utilidades do bambu mais conhecido na região como “taboca” que são encontrados facilmente nas localidades rurais. O serviço da equipe conta com a parceria da EMBRAPA, Funtac e da Universidade Federal de Brasília para se ministrado no rio .

A finalidade é aproveitar economicamente a grande oferta de bambus encontrados no acre, um dos organizadores dos trabalhos Aldemar Maciel disse esta otimista com os trabalhos, “estamos bastante otimistas com a grande quantidade de bambus que estamos encontrados na localidade do rio Purus, queremos instruir e ajudar estes produtores a cultivá-los para a geração de renda”, Destacou.

O Bambu é usado em vários paises do mundo e suas utilidades são inúmeras, desde alimentação a confecção de casas e peças valiosas. Os trabalhos de pesquisas dos bambus atualmente é um projeto de tecnologia que visam conhecer as empecíeis para depois utilizá-las na atividade econômicas das pessoas.

Iniciadas em 2006 as pesquisas visam garantir a preservação do bambu que pode ser usado pelas famílias para confecção de vários trabalhos o que pode gerar emprego e rendas as comunidades ribeirinhas que vivem nos lugares mais isolados da região.
Gladys Mirian

Nenhum comentário:

Postar um comentário