quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Prazo para realização de Queimadas em pequenas propriedades é Prorrogado até 2016.

O ministério Público Federal decidiu prorrogar até 2016 o prazo de queimadas para produtores rurais e das reservas extrativistas no Acre possam se adequar às novas tecnologias sobre o não uso de fogo.

De acordo com a ação civil pública do MPF, apartir de 2011 nenhuma propriedade poderia ser queimada e tolerância de fogo zero, proibindo assim qualquer realização de queimadas. Com a prorrogação do prazo o pequeno produtor rural agora dispõe de mais um prazo para buscar alternativas para efetuar o plantio que garante a subsistência familiar dos agricultores.

A decisão do Ministério foi comemorada pelos vereadores da câmara municipal de Vereadores de Sena Madureira.
Segundo o vereador Adamor das Mecês (PC do B) a conquista na prorrogação do prazo foi uma resposta às audiências públicas e movimentos realizados no município, “a prorrogação é importante ao homem do Campo, acredito que o pequeno trabalhador não é o verdadeiro poluente do meio ambiente, eles precisam de sim de prazo para se adaptar a novas metodologias que permitam a eles plantar para sua subsistência,” Disse.

Para o trabalhador rural Antonio de Souza o prazo é sim importante, “o prazo é muito importante mais sinceramente não tenho condições de manter minha plantação com a mecanização, minha comunidade é pequena e poucos investimentos chegam aqui,” Finalizou.
Com a nova decisão os produtores rurais ganham mais 5 anos de prazo para buscar alternativas para plantar sem o uso do fogo e para isso o governo do estado deve aumentar os investimentos e garantir suportes ao homem do campo por meio da mecanização agrícola para garantir a subsistência as pequenas famílias de produtores rurais.
Gladys Mirian

Nenhum comentário:

Postar um comentário